Contatos de 4º Grau


Contatos de 4º Grau (The Fourth Kind, EUA, 2009). Direção: Olatunde Osunsanmi. Roteiro: Olatunde Osunsanmi, Terry Robbins. Elenco: Milla Jovovich, Will Patton, Elias Koteas, Hakeem Kae-Kazim, Corey Johnson, Enzo Cilenti, Eric Loren, Daphne Alexander, Raphaël Coleman, Mia McKenna-Bruce. Suspense / Terror. 98 min. (Cor).

Olatunde Osunsanmi é um mentiroso? Diretor deste thriller que aborda casos de abdução alienígena (os tais contatos “de 4º Grau”), ele consegue criar dentro da sala de projeção de um cinema o mesmo clima de pavor e tensão que ocorreu na noite de 30 de outubro de 1938, quando o diretor, ator e produtor Orson Welles transmitiu pelo rádio a novela de ficção “Guerra dos Mundos”, inspirada em obra do escritor H.G. Wells. Naqueles dias em que a televisão não imperava, os Estados Unidos ouviram que, em Nova Jersey, uma nave alienígena havia pousado e marcianos começavam a atacar sem piedade os seres humanos. Houve histeria em massa, pois Welles simulou notícias jornalísticas para narrar os fatos. A “brincadeira de gosto duvidoso” fez Orson conhecido em todo o mundo, e demonstrou como qualquer um de nós pode ser manipulado por meio do sentimento de medo. Por tudo isso, Olatunde Osunsanmi é um “mentiroso”… Graças a Deus!

Agora em 2009, o simples relato de casos estranhos ou uma dramatização convencional como a do filme “Fogo no Céu” (lançado em 1993 e que traz uma história baseada em fatos reais de uma abdução na América) não assustam mais ninguém. A geração “Youtube”, cansada de ver vídeos “fakes” (falsos), só pode ser surpreendida com cenas realmente verdadeiras, gravadas de forma amadora, mas que justamente por isso transmitem a incômoda sensação de assistir um fato verídico perturbador. Em suma: o método de utilizar elementos da realidade em uma obra de ficção, feito com maestria por Orson Welles, funciona perfeitamente em “Contatos de 4º Grau”. É tudo verdade? É tudo mentira? Cabe a você decidir.

De acordo com o próprio diretor Olatunde e a atriz-modelo-musicista-poetisa ucraniana Milla Jovovich, algumas imagens do filmes são reais, e foram gravadas pela psicóloga Abbey Tyler, que no ano de 2000 atendia na cidade de Nome, no Alasca, um grupo de pacientes que sofriam com distúrbios do sono. Por meio de hipnose, a Dra. Tyler gravava as sessões onde as pessoas exibiram comportamentos que sugeriam encontros com “não humanos”. Antes de dormirem, os pacientes se lembravam de uma coruja branca na janela de suas casas. Na seqüência, alguém (ou algo) entrava no quarto e os arrancava dos seus quartos. Aos gritos, todos acordavam sem se lembrar do que tinha acontecido.

Quanto mais a Dra. Tyler investigava, mais os indícios levavam à conclusão de que as histórias dos pacientes não eram memórias falsas de sentimentos reprimidos, mas sim provas incontestes de abduções alienígenas.

E hora de rir

Ocorreu um erro neste gadget

Amigos

Quem sou eu

Minha foto
Falo o que penso Escrevo o que quero
 
BlogBlogs.Com.Br